Brasília, 50 anos: o povo merecia mais

Desfile pífio sob um sol inclemente (Foto: Rui Pizarro)
Em pé e ao sol: desfile pífio (Foto: Rui Pizarro)

A modesta comemoração do meu meio século de vida, no ano passado, no Morro do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro, em meio a muita chuva, vento e frio, foi muito mais animada que a festa dos 50 anos de Brasília, realizada ontem, 21 de abril. O que se viu na capital federal foi triste, muito triste. O povo de Brasília merecia mais.

Até minha filha, de 4 anos, sentiu a ausência da Bela e a Fera no desfile monótono e cruelmente atrasado dos bichos da Disney. O rock estrangeiro e inusitado nas caixas de som, o acrobático show da Esquadrilha da Fumaça que muitos não viram — vencidos pelo cansaço e pelo calor —, e a corrida dos atletas não foram suficientes para me fazer esquecer do dinheiro escondido nas pastas e meias, e que poderia ter patrocinado uma festa mais decente, sem Mickey e Donald como as principais atrações.

Na fisionomia das pessoas, um certo ar de desconsolo ou, talvez, de carência, de desproteção. O povo que veio de longe ver as atrações merecia tratamento e opções melhores. Faltaram arquibancadas que dariam um conforto maior às pessoas e crianças. Faltou mais música brasileira, mais Brasil desfilando e sorrindo na Esplanada dos Ministérios. Mas o pior de tudo mesmo, o pior…é que eu também estava lá!

Autor: Rui Pizarro

Um espaço para comentários, opiniões, debates, fotografias e celebrações de amizades, novas e antigas. Os temas vão da política à religião, do futebol ao budismo, do amor à raiva, da literatura ao jornalismo, do bom humor às manias e da poesia ao passado. Sejam bem-vindos amigos, irmãos. camaradas e companheiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *